10 de julho de 2017

Recomeçar


Já percebeu que depois de todo momento de estabilidade algo surge para te desestabilizar novamente?
Acho que isso que dá movimento a vida, os altos e baixos como uma montanha russa nos levando a viver além da linha reta.
Num monitor cardíaco a linha reta simboliza o fim dos batimentos cardíacos, ou seja, a morte.
Pensando de maneira poética, os altos e baixos da vida significam que ainda estamos vivos, e você pode encontrar diversas imagens na internet com essa frase.
Assim como uma montanha russa a subida é agradável, já que a queda nos deixa gritando como loucas.

Existem pessoas que simplesmente AMAM montanhas russas, já outras se apavoram com a simples ideia de sentar em um daqueles carrinhos, pois sabem que o passeio inclui subidas, descidas, rodopios, ficar pendurada de ponta cabeça e muita gritaria.
Normalmente quem não gosta desse tipo de brinquedo tem medo por um motivo ou por outro, já os que gostam amam a adrenalina que o brinquedo proporciona.

Na montanha russa da vida não temos outra escolha a não ser aprender a lidar com o medo que a queda proporciona. Num mundo onde o sucesso é vendido aos quatro quantos se torna cada vez mais difícil ter coragem de lidar com os fracassos.
Aposto que você já leu alguma história de um nome famoso que antes de alcançar o sucesso passou por diversos momentos ruins, pode até ser inspirador, mas também traz uma certa angústia porque depois de cada fracasso nosso só conseguimos pensar "quando vai chegar minha vez?".
Talvez estejamos vivendo um dos momentos mais difíceis da história no que diz respeito a pressões. É pressão pra entrar numa boa faculdade, arrumar um bom emprego, casar, ter filhos, casa própria, viagem internacional. E quanto mais o tempo passar e menos disso conquistamos mais reduzida a nossa coragem pra recomeçar fica.

Não tenho uma formula mágica pra você.
Não vou te dizer que se você seguir determinados passos você vai conseguir alcançar aquilo que você quer, até porque depois que você conseguir o que quer logo vai querer outra coisa, algo maior, ficando presa num ciclo vicioso.
Eu passei por momentos muito difíceis nos últimos meses, que não cabe falar aqui, e confesso que a parte mais difícil é ter coragem pra recomeçar, coragem de sentar no carrinho da montanha russa sabendo da queda que está por vir.
E se posso dar um conselho é: recomece quantas vezes vocês precisar, se reinvente, se redescubra, faça o que for necessário para ser feliz e não se importe com os comentários dos outros, afinal só você é responsável por aquele boleto no fim do mês...

Nenhum comentário:

Postar um comentário