2017 em charms/berloques

Tenho minha pulseira de charms/berloques desde agosto de 2016, e no ano passado só comprei dois charms*, todos os outros que agora ajudam a contar minha história foram adquiridos neste ano.
Mas não vou falar de todos eles agora, vou focar nos quatro últimos que comprei na Monte Carlo.
Desde que comprei a minha pulseira (que é da Pandora) estou comprometido em verdadeiramente marcar momentos importantes da minha vida, sejam eles de anos que já se passaram ou algo mais atual. Mas esses quatro charms definem demais o meu ano de 2017, e vou falar o por que.


CRUZ: em 2017 vivi um momento muito diferente na minha vida cristã, de muito questionamento. O que sempre foi algo bastante linear e estável foi sendo revirado milhares de vezes. Apesar de em nenhum momento ter questionado a existência de Deus e o que Ele fez e faz, vivi momentos de muito afastamento, e apesar de terem sido momentos dolorosos foi essencial pra eu começar a entender melhor o que é a vida com Deus. Estou ainda trilhando o meu caminho para voltar aos "eixos", não me considero 100% e sei que ainda tenho muito o que trabalhar, mas pra mim é importante representar minha fé assim.

PRINCESA: talvez uma das minhas maiores dificuldades este ano foi em relação ao meu amor próprio, o que aliás foi um dos motivos pra eu deixar o blog de lado um pouco. Desde criança tenho uma imagem muito distorcida do meu corpo e neste ano vivi uma luta imensa, tinha dias que eu nem conseguia me olhar no espelho do tamanho ódio que eu sentia da minha aparência. Mas também foi o ano que eu mais busquei novas referências de aceitação ao corpo, limpei meu instagram de modelos e musas fitness e substitui por mulheres reais, que se amam apesar de não terem aquele corpo "padrãozinho". Essa é uma luta que eu luto todos os dias. A princesa é um lembrete, que sou valiosa, preciosa e bonita, mesmo que não seja um certo padrão ou outro, e que sou muito mais que um corpo ou um rosto. Sou tudo o que me torna única!

UNICÓRNIO: olhando a minha pulseira esse parece ser o charm mais sem sentido de todos, quem me conhece bem sabe que eu AMO APAIXONADAMENTE unicórnios, e tenho muitas coisas com essa fofura. Mas pra mim na pulseira ele representa liberdade de fazer o que eu quero, de viver minhas paixões e de não ter vergonha do que gosto e do que me faz feliz.

BARBIE: li um tweet do Luan Lovato onde ele dizia sobre algumas memórias da infância que ele "esqueceu" por ter deixado eventos traumáticos apagarem junto também os bons, e quando li aquilo fiquei pensando se não acontecia o mesmo comigo, já que sempre senti que nunca me lembrava nada da infância. E ao fazer um trabalho de tentar lembrar da minha infância lembrei que algo muito marcante foi meu amor pela Barbie e como amava brincar com as bonecas, inventando histórias e montando looks, o que talvez mostrava o quanto eu ia amar escrever histórias e também moda quando crescesse. Então esse charm simboliza todas coisas boas da infância, coisas que também não posso nunca me esquecer.

Fico feliz de encerrar meu ano de uma forma boa, em paz com as partes boas e ruins.
Se você tem interesse em saber mais sobre esse universo de charms e berloque acesse o blog do Berloqueterapia ;)

*Charms: também conhecidos como berloques são os pingentes que ajudam a montar a pulseira.
Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário